Liderança Responsável

Os desafios com que presentemente nos deparamos, tais como pobreza, mudanças climáticas, escassez de água e alimentos, doenças, aumento de desigualdades, mudanças demográficas, migrações e urbanização crescente para referir apenas algumas, são extraordinárias e sem precedentes. Sabemos que para os conseguir ultrapassar, necessitamos de um novo conjunto de métricas e novos modelos de negócio de longo prazo mais responsáveis, flexíveis e transparentes, que claramente e inegavelmente gerem valor para a sociedade.

Tais modelos de negócio terão que maximizar criação de valor a longo prazo, integrar fatores ESG nas estratégias, permitir a internalização de externalidades negativas com um impacte nos preços dos produtos e serviços oferecidos. Para que tudo isto aconteça, a Liderança é fundamental.

Quando discutimos o propósito das organizações na IV Revolução Industrial e damos o primeiro passo em direção a um capitalismo responsável e humanista, não nos podemos esquecer que esta estratégia implicam um novo tipo de liderança inclusiva. Liderança, enquanto conceito, terá que ser mais abrangente e terá que passar a incluir um novo conjunto de competências e atributos

Se propósito, envolvimento e inclusão de stakeholders e inovação são variáveis que líderes responsáveis têm que desenvolver, existe também um novo conjunto de competências que, ou não têm sido consideradas como centrais à liderança ou, pior ainda, têm sido consideradas como atributos negativos, e que terão que passar a estar na vanguarda da liderança responsável: em paralelo com o inteligência intelectual, os líderes responsáveis tem que passar a incluir nos seus princípios, assim como nas empresas que lideram, atributos de inteligência emocional tais como compaixão e humildade.

Na Systemic, criamos parcerias com organizações e líderes e, em conjunto, desenvolvemos programas de liderança responsável customizados com o objetivo de expandir e dominar estes conceitos e como integrá-los no tecido organizacional e humano.